Mundo DSE
Bebês amigos

OS BEBÊS PODEM TER AMIGUINHOS? SAIBA COMO AJUDAR SEU FILHO A DESENVOLVER BOAS AMIZADES

Os primeiros anos da vida de um bebê são repletos de descobertas e desafios, pois nessa fase ele está crescendo e se desenvolvendo muito rapidamente. Com isso, muitos papais e mamães ficam inseguros, principalmente aqueles de primeira viagem. A cada nova vivência do pequeno, novas dúvidas surgem como por exemplo: o que fazer quando ele tem cólica? o que fazer quando o choro é intenso? quais os alimentos ideais para cada fase?… 

Essas perguntas são muito importantes e a busca por suas respostas ajudam muito os pais a se dedicarem no crescimento saudável do filho, porém não são apenas questões sobre o cuidado do pequeno que surgem nesse momento. Muitas outras aparecem e, apesar de serem igualmente relevantes, ainda assim não é tão comum encontrar suas respostas. Saber se os bebês já podem fazer amiguinhos é uma delas! 

Foi pensando nesse desafio de compreender a vida social dos bebês que nós resolvemos criar esse artigo, para te ajudar a compreender como permitir que seu filho aprenda a desenvolver boas amizades desde cedo.   

OS BEBÊS PODEM TER AMIGUINHOS?

A resposta é SIM! Os bebês podem ter amigos, no entanto nos primeiros meses de vida os pais é que exercem esse papel, tornando-se assim os seus melhores amigos. Isso acontece porque eles se inspiram nos pais copiando e aprendendo com seus comportamentos. 

Entretanto, com a entrada gradativa de cada vez mais pessoas nas suas vidas, principalmente na escolinha, eles passam a depender menos da amizade dos pais e começam a se identificar com os pares da mesma idade.

Como os bebês são egocentrados, isto é ainda não aprenderam a ter empatia, então é muito comum vê-los brincando sozinhos, imersos em suas próprias imaginações mesmo quando outras crianças estão por perto. Conforme o tempo vai passando eles começam a compreender melhor a existência de outras crianças e com isso aproveitar das companhias.

Quem nunca viu um bebê não querendo compartilhar os brinquedos e objetos nos quais estão se divertindo não é mesmo?! Se o seu pequeno também faz isso, não se preocupe, pois isso não significa que ele vá se tornar uma pessoa egoísta. Isso é totalmente normal nesse período, portanto comece ensinar aos poucos a importância de saber repartir para brincar com os demais. 

A participação dos pais é fundamental nesse processo de superar as brincadeiras mais individualizadas para a construção de amizades, portanto você precisa ajudar seu bebê a desenvolver bons amigos. 

COMO OS PAIS PODEM AJUDAR OS FILHOS A CONSTRUIR BOAS AMIZADES?

Mesmo sabendo que é normal as crianças mais pequeninas adotarem comportamentos mais egoístas nas primeiras brincadeiras, ainda assim é importante que desde cedo se ensine a partilhar e brincar com os demais. Para isso, mostre para eles a importância de dividir, de compartilhar brinquedos, de esperar a sua vez nas atividades, visto que exercer a empatia será essencial na hora de fazer amiguinhos na escola.

Bebês construindo amizades
Bebês construindo amizades (foto: cuadernos.rubio)

Se o seu filho não tem irmãos para praticar a empatia, então você precisa proporcionar momentos de interação com outras crianças. 

Esses momentos podem ser planejados juntamente com um casal de amigos, por exemplo. Vocês podem organizar uma tarde bem interativa e divertida com os pequenos. 

Outra opção é passear em parques, praças e playgrounds frequentados por famílias e crianças pequenas ou até mesmo encontrar coleguinhas na vizinhança.

Os bebês aprendem por observação e imitação, sendo assim, seja exemplo. Quando o pequeno vê que você tem prazer em partilhar, ele também deseja fazer o mesmo. Além disso, se você mostrar que tem boas amizades, ele também vai querer fazer amigos.

É verdade que a atitude de proporcionar situações de interação e aprendizagem voltada para a construção de boas amizades podem exigir um pouco mais da sua atenção, contudo vale a pena se dedicar para que isso aconteça, pois fazer amiguinhos é algo muito valioso para o desenvolvimento do seu bebê. 

QUAL A IMPORTÂNCIA DE FAZER AMIGUINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO BEBÊ?

Quando falamos do crescimento pleno na primeira infância, o ato de socializar, ou seja de fazer boas amizades, está relacionado com a aprendizagem de várias capacidades.  Fazer boas amizades na infância permite:

  • um melhor desenvolvimento físico;
  • um melhor desenvolvimento emocional e afetivo; 
  • a aprendizagem de inteligência emocional e maiores habilidades psicológicas.

Fazer um amigo também está relacionado com a descoberta da própria identidade, de modo que ao aprender com diferentes tipos de comportamentos, poderá também definir suas preferências.

Existem muitas outras habilidade que são praticadas durante a socialização, algumas delas são:

  • altruísmo; 
  • autonomia;
  • solidariedade;
  • paciência;
  • capacidade de negociação;
  • tolerância a diversidade. 

QUAIS AS BRINCADEIRAS INDICADAS PARA BEBÊS BRINCAREM JUNTOS?

Como o objetivo é fazer os pequenos brincarem juntos, o ideal é proporcionar os brinquedos específicos para idade. Isso porque, como eles ainda não possuem o desenvolvimento do raciocínio adequado para exploração dos jogos propriamente ditos, os brinquedos para bebês são os aliados perfeitos para garantir a diversão segura da turminha.

Bebê brincando
Bebê brincando (foto: integralmentemae)

Os brinquedos para bebês são elaborados por especialistas da primeira infância, portanto são construídos para garantir a segurança dos pequenos. Eles também são pensados de modo a contribuir com o desenvolvimento saudável do bebê. Os brinquedos para bebês contém:

  • peças grandes para não ocorrerem acidentes como engasgamentos;
  • sons da natureza, de animais e instrumentais, de forma a prender a atenção dos bebês;
  • músicas pedagógicas para aprenderem enquanto brincam;
  • multicores para terem estímulos visuais;
  • antialérgicos e atóxicos.

As crianças crescem rápido, desse modo não deixe de acompanhar cada fase de aprendizagem e desenvolvimento dos seus filhos, pois cada uma delas é repleta de descobertas e riquezas incríveis nas quais sua participação é fundamental. E não se esqueça que o mais importante nesse processo é o seu amor e carinho. Certamente, são eles que fazem toda a diferença! 

Se esse artigo foi relevante para você, ou se conhece algum papai ou mamãe ansioso com essa nova etapa da vida do filho, então não deixe de compartilhar com eles esse artigo. Juntos podemos ajudar cada vez mais no crescimento saudável e feliz das crianças.

Fonte da imagem em destaque: Edward Cisneros via Unsplash

Editor

Olá! Sou o faz tudo do site (quase tudo). Apaixonados por internet, adepto das novas tecnologias e webmaster. Aproveite o conteúdo, pois todos os dias estamos postando algo novo. :)

Adicionar comentário