Mundo DSE
hipertensão

Os exercícios e a hipertensão

Parece que muitas pessoas estão vivendo uma vida que leva à hipertensão. E, à medida que as pessoas envelhecem, a situação piora. Essa doença torna as pessoas cinco vezes mais propensas a derrames, três vezes mais propensas a ter um ataque cardíaco, e de duas a três vezes mais propensas a sofrer uma insuficiência cardíaca.

O problema com essa doença é que quase um terço das pessoas que têm hipertensão não sabem disso, porque nunca sentem dor. A hipertensão pode não ter sintomas antes de alcançar estágios extremamente críticos mas, mesmo antes dos sintomas, causa danos ao corpo humano bastante perigosos.

No entanto, segundo especialistas, a hipertensão não está predestinada. Reduzir a ingestão de sal, adotar um padrão alimentar saudável, perder peso se exercitando, pode ajudar a prevenir a hipertensão.

Obviamente, abandonar maus hábitos e comer uma dieta com baixo teor de gordura ajudará, mas optar por tornar os exercícios um habito é de extrema importância na luta contra a hipertensão. E, assim como o exercício fortalece e melhora os músculos externos, também melhora a saúde dos músculos cardíacos.

O coração e os exercícios físicos

Um ataque cardíaco é uma condição, na qual o miocárdio ou o músculo cardíaco não recebe oxigênio suficiente e outros nutrientes e por isso começa a morrer. Isso ocorre por conta de alguma obstrução ou por algum dano em algum vaso sanguíneo.

O exercício estimula o desenvolvimento de novas conexões entre os vasos sanguíneos deficientes e os vasos sanguíneos normais, de modo que as pessoas que se exercitam tenham um melhor suprimento sanguíneo para todo o tecido muscular do coração.

Por essa razão e após uma série de considerações cuidadosas, alguns pesquisadores observaram que o exercício pode estimular o desenvolvimento desses desvios que salvam vidas . Um estudo mostrou ainda que o exercício moderado várias vezes por semana é mais eficaz na construção dessas vias auxiliares do que exercícios extremamente vigorosos feitos duas vezes mais vezes.

Tais informações levam algumas pessoas a pensar nos exercícios como um tratamento para distúrbios cardíacos, como também de uma proteção contra a hipertensão .

Mas qual a causa da hipertensão?

As causas variam, mas há um estudo em que os pesquisadores identificaram fatores contribuintes mais comuns, como hereditariedade, obesidade e falta de atividade física. A hipertensão pode ser agravada por estresse extremo, cigarro, hábitos alimentares ruins, sono ruim. Em outras palavras, a maior parte dos fatores está associada a hábitos, e isso é uma ótima notícia pois você pode se cuidar tendo um pouco de disciplina, fazendo exercícios físicos e ajustando sua alimentação.

Consulte seu médico

Antes de realizar alterações em sua dieta ou iniciar exercícios, especialmente se você é sedentário há algum tempo, consulte seu médico . Com poucos exames , será possível avaliar sua saúde e saber se você tem ou não alguma restrição para a realização de exercícios. Da mesma forma, o médico poderá te orientar sobre como começar.

Comece com calma

Não exagere nos exercícios logo de cara! Seu corpo precisa se acostumar com a nova rotina, antes de você começar a pegar pesado. É importante dedicar tempo a fortalecer tendões com musculação leve e a realizar alongamentos constantes, de forma a evitar lesões que te impeçam de continuar a se exercitar.

Conheça seu limite

É importante e satisfatório superar seus limites mas tome cuidado, principalmente no começo! Determine um limite de segurança para seu esforço. Use algumas pistas que seu corpo dá, como problemas de sono ou fadiga no dia seguinte ao treino para verificar se você está exagerando. O excesso de exercício é perigoso e desnecessário.

Exercício em jejum? Não!

Seu corpo precisa de energia para realizar exercícios e praticar exercícios em jejum será muito prejudicial ao seu organismo, especialmente se você não estiver sem condicionamento. É importante realizar refeições bem leves antes dos treinos, como comer frutas.

Mantenha a regularidade

Você precisa se exercitar um mínimo de três vezes por semana para manter a saúde cardiovascular. Uma vez por semana será suficiente para manter musculatura por um tempo, mas não para manter a saúde do seu coração. Por isso, faça exercícios com frequência para não perder seu condicionamento.

Mantendo a regularidade, você começará a perceber uma melhora no seu condicionamento físico, na sua disposição, no sono e até na diminuição do estresse.

De fato, a perda de peso através do exercício é um excelente ponto de partida para prevenir a hipertensão. Especialistas dizem que o excesso de peso está ligado a um risco aumentado de desenvolver hipertensão, e perder peso diminui o risco.

Essas dicas podem te manter saudável, e o acompanhamento com profissionais vai elevar seus resultados.

Se você já possui pressão alta, é recomendado estar alinhado com seu médico e acompanhar sua pressão com um aparelho de pressão.

Por fim, evitar e controlar a hipertensão, é um conjunto de práticas e cuidados com o seu corpo. Exercícios, alimentação saudável e acompanhamento com profissionais adequados, é a fórmula para alcançar seu objetivo.

Editor

Olá! Sou o faz tudo do site (quase tudo). Apaixonados por internet, adepto das novas tecnologias e webmaster. Aproveite o conteúdo, pois todos os dias estamos postando algo novo. :)

Adicionar comentário

Baixar Jogos Para Android

Se divertir com os melhores Jogos Online.