Mundo DSE
7 dicas de copywriting para aumentar as suas vendas

7 dicas de copywriting para aumentar as suas vendas

Ter um copywriting de qualidade é fundamental para conseguir fazer os seus leads, e mesmo clientes, a realizarem uma ação que você deseja. Ou seja, o redator copywriter não é um profissional qualquer.

Ele surgiu a partir de muito estudo de textos e pessoas que conseguiam produzir conteúdos capazes de não apenas divulgar uma marca, mas criar paixão, empatia, impulsionar as vendas e influenciar na tomada de ação do público.

Atualmente é possível encontrar diversos modelos de copy (que é o texto produzido pelo copywriter) na internet, mas o modelo não te garante o sucesso.

É um misto que envolve linguagem e um profundo conhecimento, cultural e comportamental que vai pautar a produção de um copy de qualidade.

É importante também diferenciar o copywriter do marketing de conteúdo. Ambas a estratégias podem render muitos resultados para sua empreitada, porém suas finalidades são distintas. Embora figurem numa mesma estratégia maior e é muito comum que sejam complementares.

Se você quer um texto muito bom, que atraia visitas para o seu negócio e ensine o público como utilizar o seu produto e criar notoriedade o que você precisa é saber fazer marketing de conteúdo.

Ele pode aparecer de muitas formas, mas um dos pilares é o texto, se você se interessou, aprenda a fazer um artigo perfeito para blog.

Já no copywriting, o seu público deverá estar educado, ou a copy deve ser tão boa que após ler ou assistir as pessoas vão executar a ação que você propõe nele: pode ser baixar um ebook, dar o seu contato, ligar para você, realizar uma compra ou qualquer outra coisa prevista na sua estratégia.

7 dicas de copywriting para aumentar as suas vendas
Melhores dicas de copywriting (foto: pexels)

O que é o copywriting afinal

Esta modalidade de texto aprofunda a jornada do cliente, que vai desde o momento em que ele descobre uma dor até a fase em que ele já aprendeu a solucionar, conseguiu a solução e já avalia os resultados. Isso em uma visão rápida e integral.

E o copywriting vai influenciá-lo na tomada de decisão: pode ser doar para uma causa, comprar o ingresso de uma festa, comprar um produto, contratar um serviço, ou realizar qualquer tipo de ação que você proponha.

Para um bom resultado é imprescindível que você tenha credibilidade junto aos seus clientes e seu público, assim a confiança que você pode dar a solução é um caminho natural.

Mas não seja frio, é preciso emocionar as pessoas, fazê-las acreditar no poder que aquela ação tem. Sem deixar de lado uma justificativa plausível e que realmente defenda e embase todo o texto e o negócio. Não podem restar pontas soltas no copy.

Se você tem tudo isso, o seu objetivo de influenciar as pessoas a uma tomada de decisão estará mais próximo de ser alcançado.

E uma coisa muito importante, o copywriting é uma técnica que funciona muito bem dentro de uma estratégia de inbound marketing. Trabalhá-lo de forma isolada ou não planejada pode render resultados, mas não conte com a sorte. Se planeje, crie e conduza estratégias.

Mas claro, existem várias coisas no meio de tudo isto que precisa ser levada em consideração.

Afinal para que se usa o copywriting?

Copywriting é um ótimo formato para internet, mas não só para internet. Ele é muito aplicado e apresenta ótimos resultados como um texto de vendas OFF Line. Seja um texto para venda direta, para um catálogo impresso ou para vendas por telefone.

Atualmente também surge o WhatsApp e ferramentas de mensagem em que o copy pode ser aplicado. E é possível preparar toda uma apresentação ou um seminário se utilizando de copy e conseguir dentro daquela palestra já chamar as pessoas para uma ação.

E o que vai definir o bom resultado é a qualidade do seu texto e o trabalho de estratégia que você fez para alimentar e qualificar o seu público.

Mas existem mais possibilidades, seja no e-mail, seja no vídeo do YouTube e mesmo em anúncios. O copywriting é uma ferramenta agressiva e capaz de gerar muitos resultados onde quer que seja aplicado: meio digital ou off line.

Portanto, seja criativo e aplique sempre dentro de uma estratégia.

Dicas infalíveis para o copy perfeito

Cada público gera demandas específicas para o copywriting, mas existem cuidados no momento de produção que são quase obrigatórias.

Estude

Essa dica é fundamental. Por mais simples que pareça, é preciso estudar muito para se tornar um copywriter de sucesso. Testar e avaliar os seus resultados é parte importantíssima para o desenvolvimento profissional.

Mas não só como as técnicas, é preciso estudar o público, seu comportamento e linguagem para obter um texto certeiro.

Só começar a escrever cegamente é sorte e copywriting é uma técnica estratégico e precisa ser subsidiada com informações que ajudem a aumentar as taxas de sucesso e conversão.

Conheça o nicho e principalmente o público para quem se dirige o copy

Sim, estude. Mas foque nisso com uma intensidade enorme. O nicho é um dos passos iniciais de qualquer empreitada, seja criar uma empresa ou iniciar uma ação. É preciso conhecê-lo e tê-lo bem definido.

Se você desconhecer o público alvo que o conteúdo atingirá as chances de erro, desperdício de tempo, leads e talvez até dinheiro investido no conteúdo vão ser altas. Portanto, saiba com quem está falando e como ele quer que seja dito.

Suponhamos que o público é formado por pessoas com grau intelectual alto e o seu texto é comum, sem muitos floreios e por aí vai: ele pode funcionar, mas também pode dar sinais de pouca qualidade e diminuir a percepção de autoridade que o público tem sobre você.

Mas se é o contrário, você faz um texto denso, com uma linguagem difícil e o público é simples: você perde o público.

Portanto pense com cuidado a construção do texto, o tom, a linguagem e não apenas o texto.

Todos os detalhes de um copy importam, por exemplo: os títulos. Eles precisam ser chamativos e instigar o leitor a querer consumir o conteúdo com voracidade. Mas isso sem promessas vazias e perguntas não respondidas.

Gatilhos Mentais

Use gatilhos mentais para criar e fomentar emoções e sensações em quem lê, para que o conteúdo tenha maior influência sobre a pessoa.

São diversos os gatilhos que podem ser utilizados, abaixo uma lista com algumas possibilidades para você aplicar:

  • Urgência: Gerar no leitor uma sensação de urgência, pode ser por limitação de tempo de uma determinada promoção, condicionar ao fim do estoque. Ou questões do contexto maior com um problema social que precisa de doações para que ações drásticas sejam combatidas e por aí vai.
  • Exclusividade: É preciso tomar cuidado com a exclusividade. Fica muito feio se você é levado a acreditar que recebeu um desconto ou qualquer coisa exclusiva, mas que na verdade está aberta para qualquer pessoa. O cliente não vai ficar feliz. Mas essa estratégia pode ser ótima para uma revenda ou venda de um segundo produto ou serviço. Vale aplicar no copy.
  • Autoridade: As pessoas querem se sentir importantes. E se você tem autoridade, elas vão confiar em você para solucionar ou ajudá-las a solucionar os problemas que você se propôs e se tornou especialista em resolver.
  • Compromisso: O compromisso tem um papel não só de dar segurança para a realização da ação, mas de dar forças para a pessoa que realizar a ação a seguir no seu propósito até após a compra.
  • Aprovação Social: Quando outras pessoas usam, aprovam e atestam sobre determinado produto ou serviço, as pessoas tendem a acompanhar esse movimento e se sentirem mais seguras. Portanto esse recurso pode ser aplicado e apresentar ótimos resultados.

Cada um conta com uma especificidade e errar o gatilho ou os gatilhos pode diminuir o poder de penetração e conversão. E não se prenda, você pode usar mais de um gatilho no texto desde que faça sentido e esteja alinhado com as estratégias e o público.

Esses não são todos os gatilhos mentais que existem, há diversos outros que você ainda pode descobrir. É importante conhecê-los e aplicá-los de acordo com o resultado que se pretende alcançar.

Utilize dados e comparativos

Quando existem dados para certificar ou respaldar determinados comportamentos, resultados ou outras coisas importantes para a sua finalidade, o consumidor tende a cair no gatilho da autoridade.

Mas ainda mais importante, ao trazer dados e comparativos você dá uma noção da realidade para o cliente, para que ele tenha uma noção e sinta aquilo mais próximo de alguma forma. E consiga pensar, contabilizar e entender melhor o que seu copy propõe.

Storytelling

Invista em aprender sobre storytelling, existem diversos materiais disponíveis que podem te ajudar a se aprimorar na arte de contar histórias.

Se você não acha que isso não é importante, saiba que toda a sociedade e tudo que temos e vivemos hoje é graças a habilidade natural do homem em contar histórias.

Ao contar histórias nossos antepassados nos deixaram conhecimento, ciência, religião, emoções e uma percepção de uma realidade que nunca vivemos mas que pode ser reconstruída.

Portanto invista nisso e conte ótimas histórias no copywriting.

Não dê espaço para questionamento

Não dê espaço para o seu leitor questionar. Pense em tudo que ele poderia ter como dúvidas e críticas e responda no copy. O leitor deve entrar instigado e sair sem nenhuma dúvida da leitura para que o copy tenha êxito

Call To Action

Esse é o famoso CTA e a razão do copywriting. Ao final do conteúdo persuasivo é preciso chamar para uma ação. Pode ser uma ação de compra, baixar um ebook, retirar o ingresso para um evento beneficente, o tíquete para participar da aula online ou qualquer que seja seu objetivo.

É no final que a ação precisa estar apresentada e surgir como um processo natural após um texto bem escrito e envolvente que faz o público permanecer mais tempo na sua página.

E por surgir de forma natural entenda: é criar toda uma narrativa que o faça querer saber mais, participar ou ter alguma sensação que ele realize a ação com entendimento do que está fazendo e com vontade de tomar aquela ação.

Copywriting para vender bem

Agora que você conhece um pouco mais do copywriting, é preciso reforçar que nada é definitivo nessa técnica. E portanto alguns gatilhos podem não funcionar para você, e outros serem certeiros no alcance do seu resultado.

Mas vale pontuar que a habilidade de um copywriter também é de identificar as lacunas, o público e aplicar uma linguagem adequada.

Portanto, precisa estar alinhado com o planejamento ou com uma pauta rica em detalhes muito bem feita para que tudo dê certo.

Editor

Olá! Sou o faz tudo do site (quase tudo). Apaixonados por internet, adepto das novas tecnologias e webmaster. Aproveite o conteúdo, pois todos os dias estamos postando algo novo. :)

Adicionar comentário