Mundo DSE

A festa do RIO

A festa do RIO
5 (100%) 2 votes
A festa do RIO

Quem vê de longe pensa que é uma festa rave, mas não se trata disto! Consiste numa festança com base na religião no sentido de comemorar o centenário do sertão nordestino.

Porém, ao invés de existirem freiras ou mulheres mais velhas da procissão, na festa há diversas prostitutas promotoras de prazer ao ponto de o evento parecer ser em homenagem à Maria Madalena.

No Rio Grande do Norte, particularmente na cidade de Boa Saúde, presente em quase 90 quilômetros da capital, Natal, acontece a orgia santa.

O mais interessante de tudo é que você não precisa pagar nada para entrar na festa. Às vezes o próprio prefeito banca a festa no sentido de celebrar uma data especial à padroeira da região municipal.

Como Funciona a Festa Religiosa com Sexo no Rio Grande do Norte?

Descendo o leito do rio Trairi chegam caminhões paus de arara e ônibus velhos repletos de promotoras de prazer, parece até uma cena na vida de Tieta do Agreste.

E o mais engraçado é que no destino existe um bando de machos prontos para se relacionarem de modo sexual com o público feminino promotor do prazer masculino. O pau come em plena festa religiosa.

Este é também conhecido como o Dia da Transa, afinal, independente dos valores que os homens possuem no bolso existe direito de se relacionar com as prostitutas, nem que seja somente uma moeda de 10 centavos.

Há tanta organização na festa que existem até quartos aos machos levarem as minas, locais improvisados para transas que ocorrem em plena luz do dia.

De noite acontece uma despedida ao leito do rio, momento no qual as mulheres saem dos quartos e seguem no sentido de continuar a festa em um bacanal público.

Se contar ninguém acredita que esta orgia acontece em nome da padroeira, parece até festinha no Egito antigo na qual ninguém é de ninguém.

3 Dicas para ir à Festa ao Rio

1: Não levar amigas, elas podem ser estupradas!;

2: Camisinha é essencial, do contrário pode esquecer que você vai morrer de doenças venéreas;

3: Você é macho? Leve a sua peixeira, nunca se sabe quando um homem vai fazer uma abordagem por trás.

De acordo com um documentário que serviu para revelar os atos insanos na festinha do Norte: “Os casais buscam moitas, mas se não acham procuram transar sem nenhum esconderijo. Não há cerimônias para o sexo em público pela religião”.

Ao ver um lugar como este você pensa realmente; O Brasil não é terra de ninguém, afinal, para conter o bacanal não existe nenhum representante da polícia. Se bobear os próprios policiais participam da orgia por estas bandas.

A Beleza do Sexo Natural da Natureza

Contudo a gente não pode apenas criticar o ato sexual em público para homenagear a padroeira.

Pelo menos por lá não é preciso usar maquiagens, você mostra sua essência realmente, sem precisar de príncipes ou princesa, rosas e perfumes, doces ou salgados.

Assim como na época dos homens da caverna, lá você precisa apenas de uma coisa: vontade de transar até se acabar!

Não acredita? Então experimenta só ver este documentário até o fim para se impressionar com os acontecimentos de A Festa no Rio.

Renato

Paulistano, redator jornalístico e publicitário desde 2010. Atuo com conteúdos online para blogs/sites informativos, cartas de vendas e peças publicitárias.

Adicionar comentário