Pesquisa revela que ser irônico aumenta sua criatividade

Uma interessante pesquisa realizada pelas universidades de Columbia e Harvard revela que sarcasmo faz o cérebro trabalhar mais e, consequentemente, estimula a criatividade. Continue lendo e veja a explicação.

- Você se importa de levar minha mala até o aeroporto?

- Claro que não. Por que é que eu recusaria carregar nas costas uma mala de 25 kg?

O sarcasmo pode ser uma salvação bem-humorada para diversas situações cotidianas incômodas. Mas o fato é que o comportamento também faz bem para sua saúde mental.

A conclusão é de um estudo realizado pela Universidade de Columbia, Harvard e a INSEAD Business School. Os pesquisadores descobriram que a ironia força o cérebro a trabalhar mais para decodificar o verdadeiro sentido das frases e isso exige mais pensamentos abstratos - são justamente esses pensamentos que estimulam os processos criativos, tanto de quem diz coisas irônicas, quanto de quem as ouve.

Em uma série de testes, os participantes foram instruídos a serem sinceros ou sarcásticos em conversas monitoradas. Em seguida, aqueles que disseram coisas irônicas ou conversaram com pessoas que o fizeram se saíram melhor em tarefas criativas do que o grupo que mandou um sincerão.

Apesar de ser catalisador para a criatividade e incentivar as pessoas a pensarem fora de suas linhas de raciocínio comuns, o sarcasmo é uma ótima faísca para instigar conflitos.

"Ao contrário de conversas sarcásticas entre duas pessoas que não confiam uma na outra, ironia entre indivíduos que mantêm relações de confiança não gera desprezo, mas sinceridade", acrescenta o co-autor do estudo, Adam Galinsky, da Universidade de Columbia. De qualquer forma, é bom dosar comportamentos sarcásticos ou de sinceridade absoluta, porque, assim como respeito faz bem aos dentes, sarcasmo demais pode não ser uma ideia tão criativa.

O que achou? Deixe seu comentário!

0 comentários:

Postar um comentário