A barba deixa os homens mais atraentes? A ciência explica

Deixar a barba crescer está na moda. Mas será que esse “acessório” realmente deixa os homens mais atraentes? Pesquisadores ingleses levaram o assunto a sério.

Eles filmaram 6 homens entre 19 e 21 anos em 4 situações diferentes: no dia em que se barbearam, 5 dias depois, 10 dias depois e mais de um mês depois – a essa altura, eles já estavam com bastante pelo na cara.

Depois, o óbvio seria pedir que várias mulheres apontassem quem ficava mais bonito, certo? Não foi simples assim. Os cientistas consideraram que a seleção sexual (a forma como, por toda a evolução, as fêmeas escolhem os machos e vice-versa) – depende de duas coisas: atrair o parceiro e competir com a concorrência.

Daí, apresentaram as filmagens aleatoriamente a um grupo de 20 mulheres e 20 homens. Eles tinham que dar nota de 1 (nada atraente) a 7 (extremamente atraente) para cada um. Além disso, os participantes avaliaram, também de 1 a 7, se os modelos pareciam mais dominantes ou submissos. Os termos podem parecer estranhos, mas é assim que funciona a competição entre machos no reino animal – os mais dominantes têm mais acesso a comida e um status social mais alto. Os cientistas acham que mais ou menos a mesma coisa acontece entre os humanos.

Quando os pesquisadores olharam os resultados, descobriram que se você está cultivando a barba para atrair mulheres, está perdendo tempo. Elas não tiveram nenhum preferência clara por muita ou pouca barba: um grande tanto faz.

Já no quesito competição masculina, pode apostar na barba comprida. Na avaliação dos homens, os barbudos dispararam como mais dominantes, fortes e agressivos – ao estilo macho-alfa.

As conclusões da pesquisa mostram que, ao contrário do que dizem, não são só as mulheres que se arrumam para outras mulheres – os homens parecem estar, pelo menos por instinto, tentando impressionar os pares. Então, o veredicto: ter barba deixa os homens mais atraentes? Não. Mas aumenta sua moral.

O que achou? Deixe seu comentário!
Fonte: Daily Mail
Trad.: Testosterona


0 comentários:

Postar um comentário