7 Filmes para você refletir sobre a vida

  Todos tem seus filmes favoritos. Alguns são subjetivos, sendo apenas para o entretenimento. Já outros são inspiradores e motivam a mudanças e a novas percepções. Pensando nisso foi feita essa lista com alguns filmes capazes de impactar você de um jeito impressionante!
Confira agora a lista:


7- À Espera de um Milagre (The Green Mile, 1999)


Baseado na obra de Stephen King, “À Espera de um Milagre” lida com temas sensíveis como injustiça, compaixão, preconceito, bondade e sacrifício. Pessoas presas injustamente sempre rendem uma reflexão sobre o tipo de justiça que é feita na sociedade – ainda mais quando o preso tem poderes mágicos. O filme vale ser visto também pela atuação de Michael Clarke Duncan, ator icônico que faleceu em 2012, com apenas 54 anos.

6- Uma Mente Brilhante (A Beautiful Mind, 2001)


A linha tênue entre a genialidade e a loucura é o fio condutor de “Uma Mente Brilhante”, vencedor do Oscar de Melhor Filme em 2002. A história é baseada na vida do matemático John Forbes Nash, que chegou a ser nomeado matemático sênior de investigação da Universidade de Princeton. A perseverança de Nash para superar os obstáculos que sua própria mente impunha através da esquizofrenia é, no mínimo, inspiradora.

5- Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, 2004)


Se você pudesse apagar as memórias indesejadas – como, digamos, as de um relacionamento mal sucedido -, ficando apenas com o lado bom de seu passado na cabeça, você faria isso, mesmo considerando todo o aprendizado perdido? É essa a questão de “Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças”, outro filme que traz Jim Carrey fazendo um raro papel sério. Trilhando caminhos por lados obscuros da mente e da memória, o filme vai além das lembranças e coloca em pauta o valor das experiências, tanto as boas quanto as ruins, como construtoras da personalidade. Mais do que lembrar, se você pudesse fazer de novo coisas que teriam consequências tão boas quanto ruins, tão positivas quanto negativas, você faria?

4- Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006)


Ah, nada supera o amor familiar. Talvez apenas a loucura familiar. “Pequena Miss Sunshine” mostra as relações de uma típica família disfuncional – bom, talvez não tão típica assim: um avô desapegado de qualquer modo ou bom costume, um tio gay e suicida, um pai viciado em trabalho, uma mãe neurótica e um irmão propositalmente mudo são os parentes mais próximos de Olive, uma menina inocente e cheia de vida que tenta se enquadrar nos parâmetros sociais. O filme, que venceu diversos prêmios e foi bastante elogiado pela crítica, surpreendeu por ter tanto diretor e roteirista fazendo seus primeiros trabalhos no cinema.

3- A Vida é Bela (La Vita è Bella, 1997)


Se há algum filme que pode ser apontado como capaz de mudar a forma como lidamos com nossos problemas, este filme é “A Vida é Bela”. Dirigido e estrelado pelo italiano Roberto Benigni, o filme encara de frente a temática da Segunda Guerra Mundial sob o ponto de vista dos judeus forçados a trabalhar e morrer nos campos de concentração. Os esforços de Guido para tornar o fardo menos pesado para o pequeno Giosué são tristes, engraçados, inspiradores e belos como a vida. Uma história de amor entre pai e filho poucas vezes retratada com tanto carinho no cinema.

2- Efeito Borboleta (The Butterfly Effect, 2004)


Outro filme que lida com a questão do passado e das escolhas, Efeito Borboleta faz o que cada um de nós já teve vontade de fazer pelo menos uma vez na vida: voltar ao passado para mudar algo de que nos arrependemos. Em seguida, o enredo mostra como o protagonista, interpretado por Ashton Kutcher, lida com a questão das consequências que atitudes como essa causam. Cada mudança gera uma tempestade em sua vida, alterando o curso dos acontecimentos de forma incontrolável. Talvez o recado seja mesmo esse: preste bem atenção no presente, ele é a única chance que temos de fazer qualquer coisa.

1- A Lista de Schindler (Schindler’s List, 1993)


Na história do cinema contemporâneo, mais comuns do que filmes biográficos, só aqueles sobre a Segunda Guerra Mundial. Apostando em uma fórmula de ouro, “A Lista de Schindler” resolveu unir os dois gêneros ao contar a emocionante trajetória do alemão Oskar Schindler. Bem relacionado com a SS, a polícia nazista, ele se apropria de uma fábrica de panelas polonesa em 1939, depois da criação do Gueto de Varsóvia e do decreto que proibia que judeus fossem proprietários de negócios. Utilizando sua posição privilegiada, emprega e salva a vida de mais de mil judeus poloneses. Mostrando cenas fortes de campos de concentração e da violência dos nazistas, o longa é filmado em preto e branco, garantindo uma imersão no clima da época. Lembre-se de apertar o play tendo uma caixa bem grande de lenços à mão. Você vai precisar.


                                                                                                                              Fonte: Hyperciência


     E aí? Conhece algum filme que deveria estar nessa lista? Deixe seu comentário!



0 comentários:

Postar um comentário