7 Princípios para o relacionamento dar certo

Todo o relacionamento exige certo esforço, isso é fato. É preciso construir uma base de convivência, é preciso tempo, paciência e disposição. Até aqui você já sabia e o resto? Continue lendo e descubra.

Depois de algum tempo e alguns relacionamentos fiz observações e foi possível perceber que existem algumas coisas que são estritamente necessárias para construir um relacionamento forte que perdure, não é tão fácil, afinal se fosse todos seriam felizes. Separei alguns princípios chave, não seria possível enumerar todos, mas abaixo está uma lista que acredito que será de grande ajuda para ampliar suas ideias de como se constrói uma boa relação.

1• Atenção
Negligência danifica muita mais o relacionamento do que outras coisas que você possa imaginar. Não há nada mais vital para uma pessoa a qual você se relaciona do que simplesmente estar lá para ela.

Dar atenção equivale a insuflar mais vida em quem você se importa. Com atenção constante e verdadeira o relacionamento floresce, e nós, como indivíduos nos tornamos mais fortes. Esse é um ponto vital, apoiar, crescer juntos.

Resumindo: Mantenha contato - se comunique abertamente e regularmente. Não porque é conveniente, mas porque essa pessoa vale a pena o esforço.

2• Honestidade
Quando suas intenções são boas e sua causa é justa a honestidade sempre irá ajudá-lo. Quando o seu coração está aberto para a verdade, então seus lábios não vão soltar mentiras que mais tarde iriam assombrá-lo. Algumas vezes a verdade pode doer um pouco, afinal honestidade é algo difícil, mas é sempre preferível uma dorzinha que morre rápido a um sofrimento crescente que implodirá seu relacionamento, pense nisso.

Seja honesto sobre o que é certo, assim como em relação ao que precisa ser mudado. Seja honesto sobre o que você quer em um relacionamento e como você quer ser tratado. Seja honesto em todos os aspectos de seu relacionamento, sempre.

A ideia marcante é que as relações não se machucam. Mentir, enganar e distorcer a realidade mexe de forma negativa com emoções da outra pessoa e com você também. Portanto, nunca mexa com os sentimentos de alguém só porque você não tem certeza do que você quer, decida-se.

3• Confiança
Toda a estrutura de nossa sociedade - pessoas trabalhando, vivendo e respirando juntos - conta com as crenças positivas que temos uns com os outros -, uma relação de confiança inerentemente sútil. Essa confiança é a cola que mantém toda civilização pacífica e unida. É por isso que a confiança é o maior presente que se pode dar a uma pessoa, ainda maior do que o amor para alguns.

A única maneira de construir essa confiança ou descobrir se alguém é digno de confiança, é confiando. Quando você faz isso, sem dúvida, você terá automaticamente um dos dois resultados: Alguém que terá significado para a vida toda ou uma lição de vida. De qualquer maneira o resultado é positivo.

4• Aceitação
Entenda de uma vez por todas que essa história de relacionamento perfeito não existe, é coisa de Hollywood e das novelas da Globo. Mesmo que pareça perfeito agora, não vai ser sempre. Imperfeição, no entanto, é algo real e bonito. É fato de duas pessoas aceitarem e lidarem com as imperfeições de uma relação que a torna tão significativa.

A qualidade da felicidade entre duas pessoas cresce em proporção direta à sua aceitação, e em proporção inversa à sua intolerância e expectativas exageradas. Resumo assim: apreciar suas semelhanças e respeitar suas diferenças.

5• Amor próprio
Relacionamentos não criam felicidade, eles a refletem. A felicidade existe em parcelas dentro de cada um. Relacionamentos são simplesmente espelhos dessa felicidade combinando aquilo que duas pessoas têm individualmente. O que você vê no espelho é o que você vê em seus relacionamentos. Seu desapontamento na relação pode muito bem ser o reflexo perfeito do desapontamento de si mesmo. Sua aceitação do outro reflete perfeitamente a sua aceitação de si mesmo. Assim, o primeiro passo para ter relacionamento saudável com outra pessoa é ter uma relação saudável consigo mesmo.

Além disso, respeite a si mesmo o suficiente para nunca se sentir culpado quando decidir retirar pessoas tóxicas de sua vida. Não importa se essas pessoas são parentes, interesses românticos, colegas de trabalho, amigos antigos ou novos conhecidos - você não tem que abrir espaço em sua vida para as pessoas que fazem você se sentir como se você fosse menos do que você é.

6• Lealdade
Não se trata apenas de mostrar preocupação e interesse mantendo-se distante, mas de estar junto em toda e qualquer dificuldade. Não é uma obrigação, mas uma escolha. É importante frisar que lealdade é bem maior do que mera fidelidade, afinal impõe outros aspectos os quais a fidelidade não enxerga. A lealdade supõe um nível crescente de compromisso, conexão emocional, atenção verdadeira, respeito e aceitação em todos os graus. Às vezes é necessário um apoio simples, podendo ser dado mesmo numa conversa. Em outros momentos lealdade pode significar mesmo um grande sacrifício em favor da pessoa amada. Por isso se trata de algo significativamente maior que fidelidade.

A lealdade é uma virtude dadivosa que implica numa generosidade cultivada e manifestada de forma ímpar. É alimentar sonhos e aspirações que estão além dos próprios interesses, é ir além do idealismo externar o sentimento em ações e palavras.

7• Perdão
O perdão é uma das maiores virtudes a que você deve sempre procurar em alguém antes de se comprometer. Imagine se todo mundo tivesse disposição tanto para pedir desculpas como para aceitar um pedido de desculpas. Existe algum problema que não poderia ser equacionado?

A disposição de admitir que somos todos humanos e perdoar com sinceridade é um sinal de sua força emocional e maturidade. Em última instância, esse perdão é também para quem perdoa. Ele liberta das amarras do passado para que você possa tomar um passo em direção ao futuro. O perdão não diz: "O que você fez foi certo." - Ele diz: "Eu não vou deixar que um simples erro estrague minha felicidade para sempre."


Gostou? Então deixe seu comentário!



0 comentários:

Postar um comentário