17 brasileiros que os EUA querem prender


A Interpol busca 17 brasileiros, a pedido dos Estados Unidos, para que respondam a processos em terras norte-americanas. O mais famoso deles é o deputado Paulo Maluf. Conheça os demais

Como deputado federal, Paulo Maluf (PP-SP) tem seu gabinete no Congresso com as regalias habituais que cabem aos políticos do país. Mas um privilégio comum a outros brasileiros, Maluf não tem: viajar ao exterior.

Dinheiro, claro, ele tem. Mas desde 2010, Maluf integra a lista vermelha da Organização Internacional de Polícia Criminal, mais conhecida como Interpol.

Junto com ele, outros brasileiros suspeitos de cometeram diferentes crimes são procuradas pela justiça norte-americana para responder a processos por lá.

A legislação brasileira proíbe que essas pessoas sejam deportadas caso estejam em território nacional. Se encontradas no exterior, porém, podem ser presas e levadas aos Estados Unidos, que querem julgá-las.
Todos desta lista, portanto, não foram condenados até o momento pela justiça dos EUA.

A Interpol pede que, caso tenha informações sobre algum dos nomes, envie um email à agência.


1 – Paulo Maluf
Cidade: São Paulo
Idade: 81
Acusado pelos EUA de: fraude e roubo
Maluf foi incluído na lista da Interpol em 2010 - a pedido da Justiça de Nova York - acusado de desviar dinheiro público da obra da Avenida Água Espraiada, hoje Jornalista Roberto Marinho, em São Paulo. O dinheiro teria chegado a empresas offshore de Maluf em Jersey, paraíso fiscal britânico, quando ele era prefeito. Maluf foi condenado pela justiça de lá a devolver mais de 10 milhões de dólares aos cofres públicos de São Paulo. O montante foi recalculado para mais de R$ 57 milhões. Em sua defesa, Maluf afirma que não é réu no processo.

2 – Flavio Maluf
Cidade: não revelada
Idade: 51 anos
Acusado pelos EUA de: fraude e roubo
Filho de Paulo Maluf , Flávio Maluf é acusado de envolvimento no mesmo processo que o pai.

3 – Luís Francisco Amaral
Cidade: Natal (RN)
Idade: 59 anos
Acusado pelos EUA de: sequestro e crimes contra a vida (que podem ser homicídio ou tentativa de homicídio, provavelmente)

4 – Fernando Cordeiro
Cidade: não revelada
Idade: 32
Acusado pelos EUA de: crimes contra crianças (que podem ser, por exemplo, pedofilia ou abuso, entre outros) e crimes sexuais (que podem ser estupro, assédio, etc.)

5 – Davydson de Oliveira Soares
Cidade: não revelada
Idade: 34
Acusado pelos EUA de: crimes contra a vida

6 – Cláudia Hoerig
Cidade: Rio de Janeiro
Idade: 48 anos
Acusado pelos EUA de: crimes contra a vida

7 – Elias Lourenço Batista

Cidade: sabe-se que é de Minas Gerais
Idade: 31 anos
Acusado pelos EUA de: crimes contra a vida

8 – Walter Mangual Roberts
Cidade: Rio de Janeiro (mas tem nacionalidade americana também)
Idade: 64 anos
Acusado pelos EUA de: crimes contra crianças, crimes sexuais e crimes contra a vida

9 – Sebastião Caixeta de Castro
Cidade: sabe-se que é do estado de Goiás
Idade: 57 anos
Acusado pelos EUA de: crimes sexuais

10 – Alexandre Pereira Guimarães
Cidade: não revelada
Idade: 55
Acusado pelos EUA de: fraude

11 – Luiz Milton Mecozzi
Cidade: São Paulo
Idade: 75 anos
Acusado pelos EUA de: crimes ambientais e fraude

12 – Luiz Antônio Ricardo
Cidade: não revelada
Idade: 44 anos
Acusado pelos EUA de: falsificação (que pode ser de documentos ou moeda, por exemplo)

13 – Nilton Joel Rossini
Cidade: não revelada
Idade: 31 anos
Acusado pelos EUA de: fraude

14 – Ernesto Heinzelmann
Cidade: não revelada
Idade: 59 anos
Acusado pelos EUA de: fraude
Crime de fraude cometido juntamente com Gerson Veríssimo (próximo da lista), segundo promotoria dos EUA

15 – Gerson Veríssimo
Cidade: não revelada
Idade: 65 anos
Acusado pelos EUA de: fraude
Crime de fraude cometido juntamente com Ernesto Heinzelmann

16 - Bernardo Katz
Cidade: Rio de Janeiro (mas também tem nacionalidade americana)
Idade: 53 anos
Acusado pelos EUA de: fraude

17 - Emival Borges das Dores
Cidade: não revelada
Idade: 50 anos
Acusado pelos EUA de: tráfico de drogas

Fonte: Exame

O que achou? Deixe seu comentário!


0 comentários:

Postar um comentário