O novo hino nacional

Já imaginou como ficaria o Hino Nacional se ele refletisse o que acontece em nosso país, como a violência e o desleixo governamental? Não? Então, clique e confira!



O novo Hino Nacional

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo sofrido o brado enfraquecido
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria de um povo quase esquecido.

Se o penhor dessa igualdade,
Desse-nos a conquista feita por um braço forte
Em teu bonito seio, ó liberdade,
Nós teríamos um futuro com mais sorte.

Ó Pátria maldosa,
Venenosa,
Salve-nos! Salve-nos!

Brasil, de tanta beleza e desigualdade,
eu tenho um sonho intenso:
que o teu formoso céu, risonho e límpido
livre teu povo de todo esse sofrimento.

Enorme é o teu patrimônio natural,
Que é onerado pelos oportunistas,
E o teu futuro reflete esse mal.

Terra adorada,
Entre casos de corrupção,
És tu, Brasil,
Ó Pátria do meu coração!

Do povo que habita esta terra,
Brasil, Pátria amada,
és o carrasco que a alegria encerra.

Abandonado completamente ao relento,
ao som de tiros e à luz da noite,
eu e tantos outros, ó Brasil, vergonha da América,
reclamamos uma vida sem mais acoite.

Nossa terra garrida
serve de cama, enfeitada por flores,
para repousar nossa vida
tão cheia de desilusões e de dores.

Ó Pátria maldosa,
Venenosa,
Salve-nos! Salve-nos!

Brasil, de diferenças, seja símbolo eterno
de um país sem violência e preconceito.
Digo, neste poema, minha flâmula:
- Uma nação em que todos tenham os mesmos direitos.

Mas te ergues na injustiça e me segregas,
no entanto persisto a lutar,
nem que me mates às cegas.

Terra adorada,
Entre casos de corrupção,
És tu, Brasil,
Ó Pátria do meu coração!

Do povo que habita esta terra,
Brasil, Pátria amada,
és o carrasco que a alegria encerra.


                Fui motivado a escrever esse poema tendo como base o de um grande amigo, Iran Maia.



Gostou? Seu comentário é muito importante, então deixe-o!
Abraço!

0 comentários:

Postar um comentário