4 grandes dúvidas sobre o uso da camisinha

 Esse artigo é dedicado para aqueles que tem dúvidas sobre o uso da camisinha e até mesmo quem acha que já sabe tudo sobre o assunto, é altamente recomendado que leia esse artigo!

As dúvidas abaixo são respondidas por profissionais altamente qualificados da área de saúde, por isso leia atentamente essas valiosas informações sobre o uso da camisinha.

1• Transar com camisinha é 100% eficaz contra DSTs e gravidez?
Dr. Stênio: A camisinha é, talvez, o método mais seguro entre as recomendações que visam à prevenção das DSTs. É amplamente difundida, barata e relativamente fácil de ser utilizada. Usando-a, praticamente 100% das DSTs serão evitadas. Contra a gravidez, há risco de falahas por uso irregular, ruptura e outros fatores.

2• A camisinha pode causar algum tipo de alergia?
Dr. Stênio: Embora seja pouco comum, existem indivíduos que apresentam hipersensibilidade ao material do preservativo, ou mesmo ás substâncias lubrificantes/espermicidas presentes nele.
O mercado, porém, dispõe de camisinhas que não desencadeiam quadros alérgicos, como as fabricadas com poliuretano, por exemplo.

3• Qual a maior reclamação dos homens envolvendo preservativos?
Dr. Rodrigo: Perda de sensibilidade durante a relação. É uma queixa plausível, mas é um preço que se paga pela segurança. Alegam ter que interromper o ato para colocar o preservativo, problema mais grave em homens com dificuldade de ereção. Isso diminuiu com as camisinhas extrafinas, de látex ou de silicone.

4• A maioria dos pacientes já aceitou com naturalidade a recomendação de preservativos?
Dr. Rodrigo: Muitas pessoas ainda não aceitam com naturalidade, ou não o usam de forma correta. Vejo muitos pacientes se surpreenderem com o diagnóstico de uma uretrite, dizendo que a parceria era confiável. É um conceito muito subjetivo.


Já sabem né? Usem camisinha, principalmente agora no carnaval...



Fonte: revista playboy.


Gostou? Então comente!

0 comentários:

Postar um comentário