O Consumo Na Visão Utilitária

O consumo, atualmente, é um campo pouco explorado se formos analisar sua importância nos dias de hoje. Criticado e, ao mesmo tempo, utilizado por muitos,
a ideia de consumir muito se tornou um fator que revolucionou o mundo e tornou a palavra um sinônimo do capitalismo pois, querendo ou não, as pessoas se tornaram cada vez mais consumidoras. A partir da aceitação de seu papel, o consumo já passa a ser visto como sendo necessário e útil para quem sabe suas estratégias.
 Através da visão “utilitária” do consumo, explícita em um texto de Everardo Rocha, é perceptível que o Marketing é área que mais se apropria do consumo como instrumento para atrair as pessoas. As pesquisas de mercado procuram avaliar o que o consumidor quer, como ele quer, de qual modelo ele prefere, entre outras que tem o único objetivo de vender mais. Esse objetivo pode ser alcançado de inúmeras formas como o aprimoramento de estratégias, locais de venda, imagem, novas formas de tecnologia, entre outros.
Isto demonstra que o consumo não pode ser visto como algo negativo, que é a versão da visão moralista, mas também como partes de estratégias de venda em que o conhecimento e estudo a torna algo benéfico e útil. É necessário tanto para os que produzem, já que seus produtos vendem mais, como para os que consomem que veem parte de seus caprichos atendidos o que lhes causa mais satisfação.


0 comentários:

Postar um comentário