Copa do Mundo: Uma dádiva ou uma ameaça?

Um assunto que sempre ganha destaque quando é levantado, atualmente, no Brasil, é a Copa do Mundo de 2014 que será realizada em 12 Estados brasileiros. Todo o sonho de uma nação, que é considerada o país do futebol, está focado direta ou indiretamente na realização deste que é um dos maiores eventos esportivos do mundo.
A seleção brasileira de futebol é cinco vezes campeã do mundo, o que torna indescritível o sentimento de sediar tão grandioso evento em uma modalidade em que se destaca tanto. Mas, apesar de inúmeras vantagens, uma realização da copa do mundo também traz seus problemas.
Muitos já sabem que as obras para a Copa de 2014 estão atrasadas, e que o Brasil ainda não tem suporte de estrutura suficiente, tanto nos aeroportos, como no deslocamento das pessoas para os estádios de futebol. Se não conseguirem a tempo, a imagem negativa que ficará será inimaginável. Os bilhões empregados também serão um grande prejuízo para o Brasil, uma vez que, após a Copa, os famosos “elefantes brancos” (expressão utilizada para designar grandes obras que não são mais utilizadas) surgiriam em algumas capitais cujo futebol não tem um bom público para partidas locais e isso sem contar com o grande custo de manutenção dos mesmos.
Mas os prejuízos vão mais além do que se espera. Segundo um estudo da FGV, depois da eliminação do Brasil na Copa na África do Sul, o país teve um prejuízo de mais de 85 milhões de reais em produtos como camisas e bandeiras que deixaram de ser vendidas. Ou seja, a economia acaba sendo afetada caso a Seleção Brasileira saia da competição antes da final, sendo que é muito improvável fazerem um controle do número de produtos vendidos por vez que a Seleção jogue.
É bom sempre analisarmos bem as questões propostas para que tenhamos uma opinião crítica sobre as coisas. A Copa trará muitas coisas boas, porém é preciso que vejamos o outro lado que mostra que o Brasil irá enfrentar muitas dificuldades diretas e indiretas. Pensar apenas no encantamento da festa e nos turistas que virão pode acabar sendo uma grande ameaça ao país.

0 comentários:

Postar um comentário