5 coisas que foram inventadas por acaso

 Acidente nem sempre significa algo ruim. Alguns acidentes criaram por acaso coisas que não imaginamos viver sem hoje. Seja descoberta quando alguém procurava uma finalidade diferente, seja porque alguém cometeu um erro, elas foram inventadas, e agora nós aproveitamos.  Confira a lista:

• Batata chips
 
 Em 1853, o chef George Crum ficou irritado com um cliente que ficava devolvendo suas batatas fritas para a cozinha, reclamando que elas não estavam suficientemente crocantes. George cortou as batatas em fatias muito finas, as fritou, e adicionou sal. As batatas chips crocantes rapidamente se tornaram um hit local e foram chamadas de “Chips Saratoga”, em homenagem à cidade em que foram inventadas.

• Café
 
 A Lenda de Kaldi sustenta que um pastor de cabras abissínio ou etíope notou que seu rebanho estava agindo especialmente agitado após mastigar algumas bagas vermelhas brilhantes. Depois de provar algumas e verificar a mudança de humor, ele levou os frutos a um líder local que os estudou, eventualmente os torrando e fervendo em água.

• Picolé
 Em 1905, um garoto de 11 anos chamado Frank Epperson deixou suas “ferramentas” de fazer refrigerante para fora durante a noite. No dia seguinte, o pau que ele tinha usado para misturar a água a um pó com sabor tinha congelado, criando o primeiro picolé. Quase vinte anos depois, o adulto Epperson pediu a patente para fazer picolés.

• Viagra

 O Viagra foi inventado por cientistas da Pfizer que estavam trabalhando em uma droga para o coração. Os efeitos colaterais da droga enviavam o fluxo de sangue para outra área do corpo (o pênis),  isso acabou sendo a felicidade para muitos homens com disfunção erétil.


• Fogos de artifício

 Os fogos de artifício se originaram na China, cerca de 2.000 anos atrás. Reza a lenda que eles foram acidentalmente inventados por um cozinheiro que misturou enxofre, carvão e salitre, todos itens comumente encontrados na cozinha naqueles dias.


Gostou? Então deixe seu comentário!





Tradução by Natasha 
Adaptado



0 comentários:

Postar um comentário