Analisando a Morte de Osama

Não é surpresa pra ninguem que essa semana o terrorista, criador e chefe da al-Qaeda, Osama bin Laden foi morto pelas forças armadas americanas. Aparentemente, essa foi uma operação feita pelos soldados de elite americanos, o Seal Team Six
(ST6). Osama criou a facção terrorista com o próposito de combater, originalmente, a família real saudista. pois odiava os seus modos que os considerava "pouco islâmicos". Depois passou a considerar os ocidentais, os xiitas e os judeus como inimigos. O atentado de 11 de setembro não foi o primeiro mas foi o que popularizou ele pois o Estados Unidos (que foram considerados por Bin Laden o centro de seu alvo) o apontaram como o mandante do crime, apesar de não haver total comprovação de sua participação.
Antes de analisar alguns pontos devo dizer que sou logicamente contra o uso de terrorismo, principalmente em nome da fé. E devo dizer que ninguem tem o direito de tirar a vida de outro sob qualquer circunstâcia.
Muitas pessoas (principalmente os americanos) estão com um sentimento de segurança e de que foi feita justiça. 1º: o sentimento de segurança é uma grande fantasia pois os ideais de Osama são passados para outros e a organização ainda vai continuar Um exemplo é a Europa que já pensa numa possível retaliação. 2º: não se pode falar em justiça pois quem são os E.U.A para julgarem quem vive e quem morre?! Ele realmente merece pagar pelo que fez, mas o governo americano retalia qualquer um e passa por cima de tudo e de todos que se opuserem a ele. É só lembrarem do ataque ao Japão na 2ª guerra mundial e da caçada a Saddan Hussein. Já pensou o que eles fariam ao Brasil para terem posse da selva amazônica?!
Essa é a reflexão que faço para aqueles que pensam que os Estados Unidos não são capazes de tudo para conseguirem o que querem. E que a morte de Osama não representa apenas paz e segurança, mas também a força do governo americano!

0 comentários:

Postar um comentário