O Brasil pode se tornar uma grande potêncía científica

O Brasil está a caminho de se tornar uma das principais potências em pesquisa científica do mundo, de acordo uma pesquisa publicada pela Royal Society. O artigo "Knowledge, Networks and Nations"(Conhecimento, Contatos e Nações) mostra que o País está investindo e colaborando, mais a cada ano, nas áreas de ciência e tecnologia.
O Brasil, junto a China, Índia e Coreia do Sul, podem se tornar rivais das superpotências atuais (Estados Unidos, Europa Ocidental e Japão) nos próximos anos. Embora a China tenha apresentando crescimento mais elevado, o Brasil se destaca com o investimento crescente em biotecnologia, chegando a tomar 1,4% do PIB em 2007 e pretendendo alcançar 2,5% em 2022, de acordo com o MCT (Ministério da Ciência e Tecnologia). 

Desde 1999 o Brasil já se aproxima dos países mais desenvolvidos da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), com um investimento de 0,87% do PIB nas áreas de pesquisa e desenvolvimento. Sendo assim, o número de pesquisas científicas tende a crescer mais a cada ano, principalmente as vindas de estudantes do Ensino Superior. Ainda de acordo com o MCT, tais pesquisas tem uma taxa anual de crescimento de 10,5%, o que indica três vezes mais que o crescimento da produção mundial.  


0 comentários:

Postar um comentário