6 formas com as quais o sexo melhora sua vida

 Essa não é a primeira lista que destaca os benefícios do sexo. Não, não somos maníacos. A questão é que o sexo pode mesmo trazer muitas coisas boas para a vida das pessoas. Aproveite que é algo gostoso, e de forma segura só tem vantagens, para adicionar mais 6 motivos para praticar a atividade:

1)   Reduz a ansiedade
Sexo por vezes pode causar ansiedade, mas felizmente existe uma cura: sexo! Um estudo publicado em 2010 descobriu que ratos sexualmente ativos se mostravam menos ansiosos em comparação a ratos que não tinham relações sexuais (o sexo também protegeu o cérebro dos ratos dos efeitos negativos do hormônio do estresse). O mesmo se aplica aos humanos. Segundo uma pesquisa, as pessoas que mantiveram relações sexuais diariamente tinham pressão arterial mais baixa ao executar tarefas estressantes. Infelizmente os resultados não se aplicam ao sexo solo, portanto masturbação não é o caminho para ansiedade.

2)   Traz felicidade
Sexo e felicidade caminham lado a lado. Um estudo de 2004 descobriu que o sexo é a atividade mais prazerosa para as mulheres americanas. As pessoas felizes tendem a ser as que se relacionam mais. Estudos estimam que o aumento de tempo entre quatro paredes de uma vez por mês para uma vez por semana é o equivalente a felicidade de conseguir um aumento de 83 mil reais. Cuidado, o tipo de sexo importa: homem que paga por sexo é menos feliz, assim como as pessoas que traem seus parceiros.

3)    Aumenta a imunidade
Um estudo de 1999 constatou que os estudantes que tiveram relações sexuais uma ou duas vezes por semana apresentaram maiores níveis de imunoglobulina A, ou IgA. A IgA é encontrada na saliva e mucosas, e é uma das primeiras defesas do organismo contra infecções. Porém, o estudo também constatou que aqueles que tiveram relações sexuais três vezes por semana ou mais apresentaram níveis de IgA comparáveis aos que se abstiveram de sexo completamente, sugerindo que o meio termo é o ideal. Os pesquisadores especulam que a atividade sexual moderada expõe as pessoas a outros organismos, impulsionando o sistema imunológico. Porém, os que fazem muito sexo podem ser mais ansiosos ou estressados, o que tende a diminuir a imunidade.

4)   Alivia a dor
Sim, orgasmos aliviam a dor. Pesquisas mostram que as mulheres têm maior tolerância à dor e diminuem a detecção da dor durante estimulação vaginal e orgasmo. As mulheres podem deixar de sentir dor em cerca de 36 a 40% durante estimulação vaginal, e cerca 74,6% durante o orgasmo. Os pesquisadores esperam isolar a substância química que provoca essa imunidade ou resposta à dor, para levar o efeito para fora do quarto.

5)    Diminui o neuroticismo
Segundo pesquisas, recém-casados com alta pontuação em neuroticismo, um traço de personalidade marcado por frequentes mudanças de humor e preocupação, são mais felizes quando fazem mais sexo. Os cônjuges neuróticos pareciam obter um aumento de felicidade quando as coisas estavam ativas no quarto. Como o neuroticismo tende a tornar as pessoas infelizes, o sexo “apaga” suas preocupações e medos, tornando-os tão satisfeitos quanto as pessoas não estressadas.

6)  Reduz risco de câncer de próstata
Alguns estudos indicam que a ejaculação pode reduzir risco de câncer de próstata. A vida sexual ativa foi associada com menor risco da doença. Homens que ejacularam mais – 21 vezes por mês ou mais – eram cerca de um terço menos propensos a desenvolver câncer de próstata do que aqueles que ejacularam entre 4 e 7 vezes por mês. Porém, as pesquisas são contraditórias e o verdadeiro benefício da ejaculação é provavelmente pequeno. A melhor abordagem é fazer sexo pelo sexo, e deixar que os benefícios secundários aconteçam, se for o caso. 


[EM]

0 comentários:

Postar um comentário