Sua rede Wi-Fi é segura?


Na hora de instalar o seu roteador, você vai se deparar com alguma opções de segurança. São três padrões mais comuns: WEP, WPA e WPA 2. As siglas se referem a padrões de criptografia, que é nada mais do que uma escrita escondida. Ou seja, são maneiras diferentes de "esconder" a sua senha, para que outros não tenham acesso à sua rede sem fios.



"As senhas criptografadas buscam disfarçar a informação original, passar uma informação compreensível para algo incompreensível. Elas trazem uma segurança maior para a rede wireless", explica Demétrio Gatos, Gerente de Vendas da Cisco.

Desenvolvido em 2004, o WPA2 é o método mais avançado e seguro de criptografia. Diferente do WEP, que é o mais antigo, ele cria um valor dinâmico correspondente à sua senha. Ou seja, a chave de comunicação entre qualquer dispositivo e o seu roteador muda o tempo todo, sem que você precise fazer absolutamente nada. Isso dificulta muito caso alguém tente quebrar sua senha e invadir seu Wi-Fi. O WEP só existe para funcionar com aparelhos mais antigos.

Em aparelhos mais modernos, um botão faz todo o trabalho: com apenas um clique, ele define sozinho o melhor padrão de segurança para a sua rede. "O roteador busca a configuração junto ao dispositivo, qual é a criptografia mais adequada que seu produto suporta. Então se ele suporta o WPA 2, ele usará o WPA 2", afirma Demétrio.

Mas apesar de tamanha facilidade, muita gente e até empresas insistem em deixar seus roteadores desprotegidos. E deixar a rede Wi-Fi sem segurança é praticamente como deixar a porta da sua casa aberta. Segundo José Milagre, Perito Forense Digital, toda vez que você deixar uma rede Wi-Fi aberta, outras pessoas podem se conectar e praticar atos ilícitos em seu nome. "Numa perícia, vão identificar sua internet como titular, ou seja, você será responsabilizado em face da lei", afirma.

Hoje não existe qualquer lei no Brasil que impeça que você deixe seu acesso à internet desprotegido ou use a rede aberta do vizinho.

0 comentários:

Postar um comentário