A origem dos insultos mais usados no brasil!

Confira no post abaixo, a origem e o significado de alguns dos mais tradicionais insultos ditos no Brasil. Uma boa leitura!

Idiota: Ainda na Grécia antiga, o termo fazia referência aos chamados alienados, ou seja, pessoas com pouco ou nenhum grau de consciência cívica ou política. Já no campo psicológico, a palavra está relacionada com a chamada idiotia, deficiência responsável por um atraso no desenvolvimento cerebral.

Otário: Diferente do que muitos imaginam, o termo otário nasceu há muito tempo atrás, nos bairros mais pobres da cidade de Buenos Aires, Argentina. Em sua origem, a palavra designava algo como “homem ingênuo”.

P… que pariu: Há alguns anos, o termo “vá para a p… que te pariu” era usado em seu sentido literal. Costumava se dizer para a pessoa voltar para o corpo da mãe, que supostamente seria uma prostituta. Algumas décadas depois, a expressão ganharia um processo de suavização, e deixaria de lado o caráter mais agressivo. Hoje, por exemplo, o termo não deixa de ser mais que um “Não enche o saco”!

Babaca: O termo teria se originado ainda na década de 30, mais especificamente em 1939. Seu significado, algo como bobo, tolo, zé mané, seria difundido em diferentes regiões do Brasil.

Vai tomar no c…: Não se sabe ao certo a origem da expressão. Acredita-se que ela tenha se originado a partir do preconceito de muitos brasileiros com as pessoas de orientação homossexual. Se levarmos ao pé da letra, seria algo como mandar uma pessoa se submeter ao sexo anal.

Fuck: Diz a lenda, que na antiga Inglaterra, as pessoas que não fossem da família real deveriam pedir autorização ao rei para terem relações sexuais. A partir do consentimento, era dado a pessoa uma placa que deveria ser colocada na entrada de sua casa. Ela, por sua vez, continha a seguinte sigla “Fuck Under Consent of The King” (Fornicação sob consentimento do rei).


Insultos antigos
Safardana: Individuo sem nenhum caráter, inescrupuloso, safado e canalha.
Sacripanta: pessoa desprezível, capaz de qualquer violência ou indignidades.
Biltre: Tratante, patife, salafrário.
Lorpa: pateta, aparvalhado, boçal.
Pulha: homem sem brio ou dignidade.
Mandrião: preguiçoso por definição.
Lambe-botas: bajulador.
Mentecapto: homem mentalmente desordenado, que perdeu o juízo, louco ou destituído de inteligência.
Outros exemplos: nhonhinhas, fuinha, coirão, balofo, abichanado, Lambisgóia, obtuso, sebento, tinhoso, fanchono, cobardola, morcão, malacueco, paneleiro, proxeneta, parlapatão, trombeiro, trabeculoso, entre outros.

0 comentários:

Postar um comentário