Perder peso pode ter uma desvantagem: aumenta o nível de poluentes no sangue

Muitos estudos têm demonstrado que perder peso, além de útil esteticamente, é muito saudável, porque reduz os níveis de açúcar e gordura no sangue, bem como a pressão arterial. Porém, podem haver outros aspectos da saúde influenciados negativamente pela perda de peso.




Estudos anteriores, por exemplo, ligaram a perda de peso à calcificação das artérias coronárias. Recentemente, segundo um novo estudo, a perda de peso pode estar ligada à hipertensão, diabetes tipo 2, doença cardíaca coronária e artrite reumatóide.

Na verdade, essas doenças têm sido associadas a poluentes orgânicos persistentes. E a perda de peso pode ter um efeito colateral indesejado: enviar vários desses poluentes ambientais para a corrente sanguínea.

A gordura corporal costuma armazenar certos poluentes, incluindo pesticidas como DDT e bifenilos policlorados (PCBs). Se uma pessoa perde peso, perde quantidades significativas de gordura corporal. E então, estes compostos químicos são liberados no sangue e podem levar a tais doenças.

Os pesquisadores selecionaram sete poluentes com maior taxa de detecção em amostras de sangue para realizar um estudo, que incluiu mais de 1.099 pessoas com idade de 40 anos ou mais. Todas elas tinham níveis mensuráveis desses poluentes no sangue e haviam perdido ou ganhado de peso.

Ao final da pesquisa, os cientistas descobriram que aqueles que perderam peso apresentaram maiores concentrações da maioria dos poluentes no sangue, enquanto os que ganharam peso tiveram as concentrações de poluentes reduzidas. A tendência foi ainda mais significativa entre as pessoas que disseram ter ganhado ou perdido peso durante um período de 10 anos.

Embora muitos dos produtos químicos perigosos analisados na pesquisa foram proibidos pelos países desenvolvidos há várias décadas, eles ainda são comumente encontrados no meio-ambiente e nas pessoas, porque levam muito tempo para desaparecer.

O estudo pode estar um pouco distorcido por ter se baseado no relato pessoal dos participantes da pesquisa. Ainda assim, os resultados notados são válidos. Mas não há motivo para não querer perder peso por causa disso.

Os efeitos da perda de peso devem ser visto como uma mistura dos benefícios da redução do tecido adiposo e os efeitos nocivos do aumento da concentração de poluentes no sangue.

Além disso, existe algo que você pode fazer: os pesquisadores recomendam exercícios e uma dieta à base de verduras para ajudar a livrar o corpo destes poluentes durante a perda de peso.



Fonte: [LiveScience]


.

0 comentários:

Postar um comentário